Próteses dentárias fixas

A prostodontia é a especialidade que se dedica à colocação de próteses dentárias – vulgarmente conhecidas como dentaduras, placas dentárias ou dentes postiços – em pessoas com falta de dentes.

Estas soluções artificias têm como objetivo não só proporcionar um sorriso perfeito ao paciente como também conferir uma melhoria significativa, ou mesmo total, em funções fonéticas (fala), de mastigação e consequentemente de digestão.

A nível de prostodontia existem atualmente no mercado duas soluções muito eficientes: as próteses removíveis (dentaduras de acrílico, dentaduras esqueléticas e dentaduras flexíveis) e as próteses fixas (coroas dentárias e pontes dentárias), que são, sem dúvida, a melhor opção, na medida em que são soluções definitivas.

De salientar que o desequilíbrio causado pela falta de dentes pode conduzir à doença gengival e a disfunções de articulação temporomandibular (ATM). Por isso, consulte já o seu dentista e escolha a solução mais indicada para o seu caso em concreto.

Coroa dentária

A coroa dentária é uma restauração, de forma e/ou de tamanho, que tem como função revestir artificialmente um dente que não esteja em condições (basta que a raiz esteja em bom estado para se efetuar a colagem).

Estas capas, que duram cerca de 20 anos, dependendo dos hábitos alimentares e da higiene oral, são feitas no nosso laboratório de próteses dentárias (laboratório protético) a partir de moldes dos dentes originais, sendo a cor escolhida em função do tom dominante dos restantes dentes, para assim dar um toque natural ao seu sorriso.

A coroa dentária usa-se em situações em que há:

  • dentes fraturados;
  • dentes desvitalizados (endodontia);
  • dentes escurecidos;
  • dentes manchados;
  • dentes deformados;
  • dentes desalinhados;
  • dentes desnivelados em altura;
  • dentes destruídos por cáries.

Tipos de coroas dentárias

  • coroas de cerâmica pura (ou coroas de porcelana): são consideradas a solução mais cara, mas também a mais perfeita esteticamente. No entanto, tendo em conta que não são tão resistentes como as coroas metalocerâmicas, só devem ser usadas para restaurações em dentes que não exerçam muita pressão na função mastigatória, nomeadamente os da frente.
  • coroas metalocerâmicas (porcelana fundida em metal): são feitas em metal, mas revestidas a cerâmica para dar um ar mais natural. Apesar de esteticamente não serem tão perfeitas como as coroas de cerâmica pura, são mais robustas e, portanto, tornam-se as soluções ideais para dentes traseiros, como os molares superiores ou inferiores, pois as cargas de mastigação são mais elevadas.
  • coroas de zircónio: são a mais recente novidade do mercado. Em relação às coroas de cerâmica são mais resistentes, mas não tão perfeitas, e comparando com as coroas metalocerâmicas são esteticamente mais bonitas, mas não tão resistentes.
  • coroas de resina compostas: as restaurações com coroas de resina compostas são as soluções cada vez mais utilizadas dada a excelente relação qualidade/preço.
  • coroas de resina acrílicas: as coroas de resina acrílicas são soluções temporárias, utilizadas apenas em situações em que o paciente aguarda por uma coroa definitiva de cerâmica ou por uma coroa sobre implante.
  • coroa sobre implante: hoje em dia, os avanços da medicina permitem apoiar a coroa sobre o implante, através de um parafuso, obtendo assim resultados muito eficazes e duradouros. Nestes casos, utiliza-se uma coroa de cerâmica.
  • coroa Richmond ou pivot dentário: a coroa Richmond, ou pivot dentárioé usado no caso de só restar a raiz do dente natural, sendo a coroa artificial feita com uma extensão que entra pelo canal do nervo.
MARCAR CONSULTA

Ponte dentária

A ponte é uma prótese fixa (restauração protésica) que serve para preencher a falta de dentes. Esta prótese é introduzida junto à gengiva e suportada em dentes, naturais ou implantes, vizinhos, chamados “dentes- pilares”.

Ou seja, na prática, o dente a ser substituído, chamado pôntico, é cimentado nas coroas que cobrem os “dentes-pilares”. No mercado, existem três tipos de pontes dentárias feitas em laboratório de acordo com a cor natural dos dentes do paciente:

Tipos de pontes dentárias

  • pontes de porcelana (ou pontes de cerâmica): são esteticamente mais perfeitas, mas menos resistentes. Ideais para dentes da frente;
  • pontes metalocerâmicas: não têm um efeito visual tão agradável, porém, são mais duradouras;
  • pontes de zircónio: Em relação às coroas metalocerâmicas são muito mais bonitas pois não têm metal integrado, mas não são tão resistentes. Comparando com as coroas de cerâmica são mais resistentes, mas esteticamente não têm um efeito tão perfeito.
MARCAR CONSULTA

CONHEÇA A NOSSA CLÍNICA. AGENDE JÁ A SUA VISITA